Olá Visitante
Login | Cadastre-se

Roteiro Caminhos de Pedra

Mãos que constroem

Seja bem-vindo ao Caminhos de Pedra, um roteiro histórico e cultural na Serra Gaúcha!

AO LADO VOCÊ ENCONTRARÁ O MENU COM OS PONTOS DE VISITAÇÃO.

O Roteiro Caminhos de Pedra funciona 365 dias por ano das 9 às 17h30m (podendo ocorrer, eventualmente, que algum estabelecimento esteja no seu turno de folga).

Os pontos que tem atendimento tratam-se de propriedades particulares de descendentes de imigrantes, com atendimento realizado geralmente pela família dos proprietários, onde há demonstração e/ou degustação e explicação local.

Em alguns desses estabelecimentos é cobrada uma taxa por visitante. O valor das taxas, contatos e outros detalhes, estão descritos nas páginas de cada empreendimento. Para acessar clique em cada atrativo no menu ao lado direito.

Observação: Para visitas de grupos é indispensável o acompanhamento de um Guia Local e agendamento prévio nos estabelecimentos cujos contatos estão nas páginas de cada estabelecimento. 

Tempo estimado de passeio 1 dia.

História

Primórdios dos Caminhos de Pedra Nona Merlo fotografada por turistas na Casa Righesso

O Roteiro passou a ser concebido quando da realização de um levantamento do acervo arquitetônico de todo o interior do município de Bento Gonçalves, ocorrido no ano de 1987. Constatou-se então que a Linha Palmeiro e parte da Linha Pedro Salgado, área abrangida basicamente pelo Distrito de São Pedro, composto por 7 comunidades, (São Pedro, São Miguel, Barracão, São José da Busa, Cruzeiro, Santo Antonio e Santo Antoninho) possuía o maior acervo de casas antigas, conservava sua cultura e história, tinha acesso fácil e, conseqüentemente, um grande potencial turístico, apesar da decadência e abandono por que vinha passando desde a década de 1970 com a mudança de traçado da rodovia que ligava Porto Alegre ao norte do estado.

Esse precioso acervo material, parcialmente abandonado e esquecido, exigia uma ação rápida para não ter a mesma sorte de tantas e tantas casas de pedra, madeira e alvenaria que acabaram ruindo ou sendo demolidas. Com recursos do Hotel Dall’Onder as primeiras 4 casas foram restauradas e passaram a receber visitação e outras tiveram obras emergenciais. O primeiro grupo de turistas proveniente de São Paulo, através da Operadora CVC foi recebido na Casa Merlo, Casa Bertarello, Ferraria Ferri e Cantina Strapazzon em 30 de maio de 1992.

O sucesso do novo roteiro animou tanto os idealizadores quanto a comunidade. Em 10 de julho de 1997, com assessoria do SEBRAE foi fundada a Associação Caminhos de Pedra, congregando empreendedores e simpatizantes. Montou-se então um projeto abrangente que contemplava o resgate de todo o patrimônio cultural, não só o arquitetônico, envolvendo língua, folclore, arte, habilidades manuais, etc. Este ambicioso projeto foi aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura em 10 de agosto de 1998 passando a partir de então a captar recursos das empresas locais através da recém criada LIC (Lei de Incentivo à Cultura do Estado do RS).

Atualmente a Associação Caminhos de Pedra conta com mais de uma centena de associados e o projeto, considerado pioneiro no Brasil em termos de turismo rural e cultural, está recebendo uma visitação média anual de 60.000 turistas. O roteiro está em expansão e possui 15 pontos de Visitação (links no menu ao lado) e 56 pontos de Observação Externa.

De acordo com a Lei Estadual 13.177/09, que nos declarou patrimônio histórico do RS, considera-se como área de abrangência dos Caminhos de Pedra a Linhas Palmeiro e Pedro Salgado, localizadas nos municípios de Bento Gonçalves e Farroupilha, até o limite do município de Caxias do Sul, passando por Caravaggio.

Pontos para Visitação

Construção típica de Pedra que conta um pouco da história da região

O Roteiro Caminhos de Pedra funciona 365 dias por ano das 9 às 17h30m (podendo ocorrer, eventualmente, que algum estabelecimento esteja no seu turno de folga).

Os pontos que tem atendimento são apresentados no menu ao lado, tratando-se de propriedades particulares de descendentes de imigrantes, com atendimento realizado geralmente pela família dos proprietários, onde há demonstração e/ou degustação e explicação local.

Em alguns desses estabelecimentos é cobrada uma taxa por visitante. O valor das taxas, contatos e outros detalhes, estãarão descritos nas páginas de cada empreendimento. 

Observação: Para visitas de grupos é indispensável o acompanhamento de um Guia Local (Clique aqui para acessar lista de contatos dos guias de Bento Gonçalves) e agendamento prévio nos estabelecimentos cujos contatos estão nas páginas de cada estabelecimento. 

Tempo estimado de passeio 1 dia.

Pontos para Observação

Observação

Os Caminhos de Pedra contam com mais de 50 pontos de Observação Externa do patrimônio arquitetônico e da paisagem, devidamente localizados no mapa. Ao clicar nos links abaixo você acessará algumas informações e fotografias dos mesmos.

INFORMAÇOES

Rua Erny Hugo Dreher, 227, sala 10
www.caminhosdepedra.org.br
Fone (54) 3454-5702
informacoes@caminhosdepedra.org.br

   
  • Atrativos
    Em Rolante
     

    Cascata da Colônia Monge.

    Localizada na localidade de Colônia Monge, com acesso por meio de estrada de chão, há possibilidade de camping e trilhas ecológicas..
     
    Veja mais informações de Cascata da Colônia Monge.
  • Atrativos
    Em Nova Roma do Sul
     

    Gruta Fiorese.

    Inaugurada em 1981, o local tem uma vista privilegiada do Vale do Rio das Antas. Banhada por uma linda cachoeira, local onde se realiza a Festa de Nossa Senhora de Lourdes..
     
    Veja mais informações de Gruta Fiorese.
  • Atrativos
    Em Guaporé
     

    Queda do Bíscaro.

    Localizada em propriedade particular, com um acesso em chão batido, aproximadamente 5km do trevo principal da cidade, e com uma bela trilha ecológica para se chegar à queda. O acesso principal se faz pela estrada que liga o trevo principal da cidade ao monumento do Cristo..
     
    Veja mais informações de Queda do Bíscaro.
  • Atrativos
    Em Farroupilha
     

    Salto Ventoso.

    Queda d’água em plena mata nativa a cascata tem 52 metros de altura caindo em forma de cortina de água sobre uma gruta com 200 metros de comprimento por 25 metros de altura que pode ainda ser visitada.  Foi cenário para o filme O Quatrilho, obra de José Clemen.
     
    Veja mais informações de Salto Ventoso.
 ,